3tec@3tecinfor.com.br

(31)3421-6823

Quando sua empresa deve usar as placas de patrimônio?

Entenda o que são as placas de patrimônio, seus materiais e onde devem ser usadas.

Para que um ambiente organizacional seja funcional e eficiente, a gestão da empresa deve ser o mais completa possível, e isto não vale apenas para processos e pessoas, como também para os ativos fixos daquela organização. Não por acaso, empresas que prezam por uma gestão sempre em ordem são capazes de aumentar a produtividade, além da margem de lucro, evitando, assim, gastos desnecessários com a reposição de materiais que já se encontram disponíveis na organização.

Entre as diversas ferramentas e métodos focados em gerenciar um negócio e otimizar o dia a dia de trabalho, uma das mais importantes para a sua empresa são as placas de patrimônio, que em suas variadas opções de modelo, tamanho e material permitem a identificação de bens e, consequentemente, o controle de patrimônio da instituição.

Neste artigo, entenda o que são as placas de patrimônio, seus materiais e onde devem ser usadas. Confira!

O que são as placas de patrimônio

As placas de patrimônio, que também recebem o nome de etiquetas patrimoniais, são as ferramentas mais utilizadas por empresas que buscam obter um maior controle do inventário de seus bens materiais.

O principal objetivo das placas de patrimônio é identificar ativos através da classificação por número de série, modelo ou categoria. Além disso, essas etiquetas patrimoniais são capazes de armazenar dados de grande importância, como o local onde os objetos se encontram armazenados, assim como sua quantidade na empresa. Dessa forma, as placas permitem o controle de patrimônio garantindo segurança, proteção e organização para os ativos de um negócio.

Materiais que podem ser utilizados nas placas

Antes de sair encomendando as placas de patrimônio para a sua empresa, é preciso, em primeiro lugar, que você opte pelos materiais em que elas devem ser confeccionadas. A lógica é simples, a escolha do material deve levar em consideração os bens nos quais as etiquetas serão aplicadas, e o ambiente onde estes ficarão expostos ou armazenados.

Nem todas as placas de patrimônio possuem alta durabilidade a temperaturas muito baixas, ou o aposto. Dessa forma, saiba que os materiais das etiquetas patrimoniais estão diretamente relacionados à resistência, flexibilidade, durabilidade, fixação, formado e, é claro, o valor.

Entre os materiais de etiquetas mais utilizados estão:

Placas de patrimônio de alumínio

Uma das mais conhecidas e utilizadas para o controle de patrimônio, as placas de alumínio são práticas e oferecem opções de fixação com ou sem furos, podendo ser, também, adesivadas.

Garantindo o melhor custo benefício, essas placas de patrimônio são resistentes a produtos de limpeza e a durabilidade é de mais de 20 anos. Em contrapartida, não são indicadas para superfícies curvas.

Placas de patrimônio de poliéster

Já as etiquetas patrimoniais de poliéster são ligeiramente menos resistentes do que as placas de patrimônio anteriores. No entanto, além do baixo custo, têm a grande vantagem de ser muito flexíveis, sendo excelentes para superfícies nos mais variados formatos. Quanto à fixação, as etiquetas de poliéster são autoadesivas, garantido praticidade no momento da aplicação.

Placas de patrimônio destrutíveis

As opções mais tecnológicas e inteligentes para o controle de patrimônio são, sem dúvidas, as etiquetas destrutíveis. Isto porque essas placas de patrimônio, feitas de vinil destrutível, são despedaçadas quando tentam retirá-las.

Uma das placas de patrimônio que mais garantem segurança e controle dos bens de uma empresa, as etiquetas destrutíveis impedem a remoção completa ou realocação da identificação.

Agora que você conhece os principais materiais para confeccionar as placas de patrimônio da sua organização, saiba onde as ferramentas devem ser usadas.

Onde utilizar as etiquetas patrimoniais?

Garantir a segurança dos ativos de uma empresa é uma das funções mais importantes das placas de identificação, e para um controle de patrimônio eficaz é fundamental que as etiquetas sejam aplicadas nos locais corretos.

Evitando prejuízos com a perda de equipamentos ou pela compra desnecessária de materiais que já se encontram na empresa, as placas de patrimônio devem ser utilizadas em mobílias – como mesas, cadeiras, bebedouros -, computadores, impressoras e outros maquinários que sejam utilizados na organização, seja ela privada, pública, não governamental, independentemente do tamanho.

Pensando em utilizar placas de patrimônio para o controle de ativos da sua empresa? Então conheça as opções da 3TEC! Entre em contato conosco e saiba mais!

“”